Notícias

Veja quais são as infrações mais recorrentes no trânsito

Veja quais são as infrações mais recorrentes no trânsito

"Opa, ligação do gerente, mas agora estou dirigindo e não posso atender." Em algum momento você deve ter passado por essa situação, mas talvez tenha optado por atender a ligação, mesmo que isso seja perigoso e também remeta a uma infração de trânsito. E que tal relembrar uma parte dessa lista, afinal, já deve fazer um tempo que você tirou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), certo? Confira abaixo.

Usar o celular enquanto dirige
O uso dos smartphones cresce a cada dia. Hoje em dia, é pouco comum encontrar uma pessoa que não tenha um celular ativo. Diante disso, muitos(as) motoristas utilizam o celular enquanto dirigem, o que acaba se tornando um erro gravíssimo.

Segundo uma pesquisa realizada, em 2017, pela Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), afirma que o celular é a terceira causa de mortes no trânsito. Ao todo, são 150 vítimas por dia e 54 mil por ano. Um número assustador, não é mesmo? Mesmo cientes da proibição do aparelho móvel, cerca de 51,9% dos(as) brasileiros(as) fazem uso do celular enquanto dirige. Isso é considerado uma infração gravíssima e rende 7 pontos na carteira.

E você, enquanto gestor(a) de frota, também deve estar atento(a) a essa combinação. Muitas vezes é preciso esperar um pouco e respeitar o período de deslocamento do(a) motorista. Mas, caso o veículo em questão conte com a tecnologia bluetooth, a comunicação é possível, mas lembre de ficar alerta ao trânsito.

Não usar o cinto de segurança
O uso do cinto de segurança é obrigatório por todos(as) os(as) ocupantes do veículo, tanto para o(a) motorista, como também para os(as) passageiros(a) - estejam no banco da frente ou no de trás. Entretanto, alguns(algumas) motoristas e passageiros(as), principalmente no banco traseiro, insistem em não fazer uso do cinto. Cometer esse erro no trânsito configura em uma infração grave e rende 5 pontos na CNH.

Excesso de velocidade
A pressa, falta de atenção e limites de velocidade baixos, são as principais justificativas para os(as) motoristas excederem a velocidade no trânsito. Essa escolha resulta em uma infração gravíssima, com 7 pontos na CNH.

Dirigir após o consumo de bebida alcoólica
Outra combinação perigosa no trânsito é a bebida e direção, e é uma das maiores causas de acidentes no Brasil. Para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro, tem a chance de ser multado. A infração é considerada gravíssima e, além de render 7 pontos na carteira, também recebe uma multa equivalente à R$2.934,70 e suspensão de dirigir por 12 meses.

Mas é claro que você, no período do trabalho não irá consumir bebida alcoólica. E se agendarem o happy hour em uma das filias da organização, e depois de um copo de chopp, você é o(a) encarregado(a) de levar o veículo da frota para a garagem? Fique alerta!

Estacionar em lugar proibido
Às vezes aqueles “5 minutinhos” com o carro estacionado em um local proibido pode gerar uma dor de cabeça e pesar no bolso. Isso pode configurar em uma infração média ou grave. Já parar o veículo sobre a faixa de pedestre, por exemplo, é considerada como multa grave.

Ultrapassar pela contramão em linha dupla ou simples contínua
É a infração mais comum e cometida com frequência nas estradas brasileiras. Diversos(as) motoristas realizam ultrapassagens perigosas e acabam colocando suas próprias vidas em risco, dos(as) passageiros(as) e de terceiros. Essa infração é considerada gravíssima e ainda leva 7 pontos na carteira.


Agora que você conhece as multas mais recorrentes no trânsito do nosso país, saiba que todo cuidado é pouco. Respeite as leis de trânsito, fique de olho nas sinalizações e dirija com cautela. Nós da Khronos apoiamos um trânsito mais seguro para todos(as)!

- Equipe Rastreamento Veicular Khronos.