Notícias

Placas do Mercosul: o novo modelo de placas no Brasil

Placas do Mercosul: o novo modelo de placas no Brasil

Uma circulada pelos espaços e, provavelmente, você já deve ter escutado algo sobre as mudanças no modelo das placas dos veículos. Algo sobre o Mercosul. Mas você conhece como são as placas de veículos do Mercosul? Então, se você ainda não sabe, começará a tomar mais conhecimento sobre isso. Basicamente, a partir de 1º de setembro, as placas dos veículos brasileiros começarão a ser substituídas por um novo modelo de placas que segue a identificação padrão do Mercosul. Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a mudança prevista deverá ser feita até dia 31 de dezembro de 2023, em que o objetivo é que toda a frota de veículos brasileiros estejam rodando com a nova identificação.

POR QUE DA MUDANÇA?
Um dos principais motivos para ocorrer essa mudança é que, com o novo padrão de placas, apresenta alguns elementos de segurança extremamente importantes para o combate de roubo e clonagem. Além disso, essa nova identificação promove a integração com países do bloco econômico, aumenta o controle e monitoramento nas vias urbanas e rodovias, auxilia no controle de evasão fiscal e também facilita o controle de transporte de produtos brasileiros entre os países vizinhos. Por enquanto, apenas o Uruguai (desde março de 2015) e Argentina (abril de 2016) adotaram esse novo sistema.

AS MUDANÇAS COM O NOVO MODELO DE PLACAS MERCOSUL
A placa ficará diferente da que estamos acostumados a ver. Para saber exatamente quais são as mudanças com o uso do novo modelo de Placas do Mercosul, veja abaixo:

Cores
A cor da placa será branca, a parte superior é azul, porém a cor da fonte será diferente para os tipos de segmentos. Para os veículos de passeio, será cor preta; para os veículos comerciais, será cor vermelha; carros de órgãos oficiais, terá cor azul; carros em teste, verde; carros de colecionador, cinza; carros diplomáticos, amarelo.
Números e letras
Em vez de 3 letras e 4 números, como é hoje, a nova placa terá o último caractere numérico. Na Argentina, por exemplo, adotou o padrão “LL NNN LL” (o L para letras e o N para números), com o objetivo de evitar qualquer formação de palavras. Já no Brasil, a placa inicial será com “LLL NL NN” para carros e “LLL NN LN” para motos.

Estado e cidade com nome e brasão
O nome do país estará na parte superior da patente, localizada na barra azul, que comentamos anteriormente. Já o nome da cidade e do estado estarão na lateral direita, acompanhados dos brasões.

Tamanho da placa
A placa continuará com as mesmas medidas já utilizadas no Brasil (40cm de comprimento por 13cm de largura).

Medidas contra a falsificação
O novo modelo irá conter marcas d’água com o nome do país e do Mercosul com efeito óptico; Ondas sinusoidais; Selo Fiscal Federal (chip); QR Code gerado pelo DENATRAN.

Quem deve realizar a troca
O modelo será obrigatório para os carros que necessitam realizar novos emplacamentos, a partir de 1º de setembro de 2018.

Para os novos modelos de marcas com o padrão do Mercosul, o Detran afirma que o preço para emplacamento com a nova placa terá o mesmo custo da atual. É essencial que você, enquanto gestor(a) de frota, ou mesmo proprietário do veículo, esteja alerta a essa atualização. Nós da Khronos estamos de olho também.


- Equipe Rastreamento Veicular Khronos.